Fundada em 1872, de lá partiam os trens da antiga Companhia Paulista de Estradas de Ferro (CPEF), que eram responsáveis por receber, armazenar e escoar milhões de sacas de café, gêneros de abastecimento, maquinarias, artigos de consumo e passageiros em locomoção entre São Paulo capital e o interior. A Companhia Mogiana de Estradas de Ferro (CMEF), que teve seu período de operação de 1872 até o ano de 1971, também instalou ali o seu complexo ferroviário fabril, com edifícios, trilhos e pontes, erguidos entre um período de oito anos (1872/1880). A CMEF foi tombada, em 1990, classificada como patrimônio histórico.

A Estação Cultura abriga, desde 2003, um centro cultural que recebe shows e eventos em geral. Fica aberta ao público todos os dias, das 8H00 às 22H00 e, aos sábados, é possível ver, através de uma maquete, uma exposição de ferromodelismo.